segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

4ª Prova do Campeonato F1 2009

Realizou-se no passado sábado, dia 12 de Dezembro de 2009, a derradeira jornada do Campeonato F1 2009, que consagrou Augusto Amorim como o novo campeão. Estando à partida em igualdade pontual com o Emídio Peixoto, a ausência do último deixou o título à mercê do Augusto, que não se fez rogado e venceu a prova.

Numa prova com apenas 6 pilotos presentes, foi necessária a indispensável ajuda do José Pedro Vieira que se disponibilizou para pistar, permitindo assim que a prova se realizasse. Um agradecimento especial ao espírito de sacrifício deste slotista!

A qualificativa decorreu na calha vermelha. António Maia averbou a "pole" com um tempo de 9,191s e mostrava que vinha para a luta pelo campeonato. Augusto Amorim ficou perto do Maia com 9,271, enquanto Rui Mota fechava o lote de pilotos da 2ª manga. Hugo Figueiredo, Pedro Correia e Carlos Alvim qualificaram-se pela respectiva ordem para a 1ª manga.

A descontração era evidente entre os pilotos da 1ª manga.

Mais uma vez, os Williams falharam a qualificação para a manga mais rápida. Um McLaren imiscuiu-se na manga.

A primeira manga, apesar de pouco "povoada", deu bem que fazer aos pistadores, já que os pilotos sofreram vários despistes. O Hugo iniciou a prova na calha verde e assumiu as rédeas, mas cedo apanhou um susto com a perda de uma das rodas frontais logo na primeira calha. Pedro Correia e Carlos Alvim iam perdendo o contacto com o líder, mas o resultado final viria a ser decidido pela passagem nas calhas mais sujas, a 1 e a 6. Carlos Alvim foi quem menos sofreu nestas calhas, enquanto o Hugo e o Pedro se atrasaram significativamente. Mesmo assim, a última calha foi empolgante, já que o Carlos Alvim ia recuperando do atraso a olhos vistos perante um Hugo que se via aflito sem aderência na calha 6 e a vitória da manga foi conquistada pelo Carlos Alvim, que com um carro menos rápido que os seus concorrentes, soube impor uma condução segura para os levar de vencida. Pedro Correia terminou mais distante, com problemas de estabilidade no seu McLaren, que era contudo muito rápido nas secções rectas.

Na 2ª manga assistiu-se a outro espetáculo, talvez verdadeiramente mais "F1" do que o andamento da 1ª manga que parecia mais "GP2". António Maia assumiu as rédeas da prova com um andamento muito forte. Augusto Amorim sofreu uma perda de roda no início da prova, o que o atrasou ligueiramente. Rui Mota seguia na perseguição ao líder. Com a passagem nas calhas sujas, o Ferrari do António Maia perdeu rendimento e possibilitou a aproximação do Augusto, cujo McLaren parecia "voar baixinho" e já se havia desenvencilhado do Renault do Rui Mota, que teve boas prestações nas calhas mais sujas e conseguiu assim impor-se no 2º lugar da manga.

Os pilotos da 2ª manga a postos para o arranque (estará o Mota a receber alguma das famosas ordens da equipa Renault?)

O único Ferrari presente averbou a "pole"

No pódio da prova ficaram os mesmos pilotos do pódio do campeonato, mas com ordem trocada nos 2º e 3º classificados.

O pódio da prova

O pódio da prova: 1º lugar: Augusto Amorim, 2º lugar: Rui Mota, 3º lugar, António Maia

Augusto Amorim sagra-se assim o vencedor do último campeonato inter-clubes de 2009. Em 2º lugar ficou António Maia e o Rui Mota conseguiu o 3º posto. Os resultados completos do campeonato e das provas realizadas pode ser consultado neste link.

Augusto Amorim no pódio do campeonato, ladeado por António Maia (2º) e Rui Mota (3º).

António Maia à espera dos restantes ocupantes do pódio. Este piloto conseguiu neste campeonato a sua melhor prestação, conseguindo ainda celebrar a sua primeira vitória na modalidade...


Outros momentos da prova:

Rui Mota e António Maia em trabalho de repórter, antes do arranque da 1ª manga...


Outro ponto de interesse foi a exposição dos saudosos modelos S.R.S., com modelos dos entusiastas Carlos Alvim, Rui Mota e ainda do José Pedro Vieira. Estes estiveram ainda em amena conversa e troca de recordações sobre esta temática, desde a história dos modelos, evolução, e até a história pessoal de cada modelo (o Carlos Alvim ainda tinha o talão de compra de alguns modelos, em libras (15 £, não eram?).
Bem-haja por esta iniciativa que emprestou um pouco mais de colorido à já famosa "última curva" da pista do CSB!

5 comentários:

Emídio Peixoto disse...

Parabéns Augusto Amorim!
Nova dobradinha e desta vez com uma vitória no campeonato!
Parabéns!
Parabéns igualmente ao António Maia, por ter sabido representar bem a Ferrari, conseguindo a pole position e o segundo lugar no campeonato.
Parabéns igualmente ao Rui Mota, o qual conquistou o terceiro lugar no campeonato.
Um abraço slotista,
Emídio Peixoto.

Miguel Queiros disse...

Boas.

Parece estar a tornar-se um hábito, as vitórias dos fins de semana são por atacado! lol!!!

Parabéns Augusto por mais um campeonato. Parabéns também aos restantes participantes, porque apesar de pouca participação, foi muito animado. Particular destaque para o Maia, que neste campeonato conseguiu a sua primeira vitória na modalidade.

Boas gatilhadas!

Augusto Amorim disse...

Obrigado a todos.

Quero também endereçar os meus parabéns ao Maia pelo magnífico campeonato que realizou, ao Mota pela habitual boa pilotagem (com alguns solavancos...principalmende de que fica ao lado dele...) e ao Emídio. Caso o Emídio comparecesse a prova iria ser outra com toda a certeza e o vencedor iria ser determinado calha a calha.

Parabéns também aos restantes participante que, tal como todos, tiveram que lutar com a afinação deste carro de difícil equilibrio, especialmente ao nível do apoio frontal.

Em jeito de remate, referir que apesar da dificuldade referida, foi um campeonato interessante, com uma opção que resultou bem ao nível dos motores.

Abraço
Augusto

Mota disse...

Claro que começo por dar os merecidos parabéns ao Augusto Amorim, mas gostaria de os endereçar especialmente ao António Maia, pois foi o elemento que mais intensamente viveu todos as etapas deste campeonato, dando o tudo-por-tudo.
Parabéns aos restantes participantes também e aqui gostaria de enaltecer as prestações do Emídio Peixoto, pois deixou bem claro que a sua presença na última prova, poderia ter baralhado todas estas contas.

Parabéns e obrigado ao José Pedro Vieira pela prestimosa colaboração que tem prestado.

drivethroughpt.blogpsot.com disse...

Boas

Parabéns ao Augusto por mais um campeonato, ao Emídio, a quem as obrigações familiares impediram de defender a liderança ex aequo do campeonato e ao António Maia, que venceu a primeira prova e nesta quarta prova vendeu cara a derrota ao Augusto.

No meu caso participei apenas nas duas últimas provas, pois não consegui ter o carro pronto a tempo das duas primeiras. Se calhar a motivação não era muita pois acho estes carros muito pouco divertidos de pilotar, ao contrário dos GT com pneus de espuma das sextas feiras... A minha participação foi mais numa perspectiva de aprendizagem do que no gozo proporcionado pela pilotagem.

Abraço