segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Campeonato BTCC - 4ª Prova

Realizou-se no passado sábado, dia 14 de Novembro, a última prova do campeonato BTCC. A pista do CSB acolheu pela primeira vez uma prova deste campeonato, o que faria prever um desfecho interessante do mesmo dado o desconhecimento das potencialidades dos Turismos da SCX em prova. No entanto, o líder do campeonato Emídio Peixoto foi forçado a falhar esta prova, sendo assim praticamente arredado do título. Rui Mota e Emídio Peixoto eram os directos perseguidores, tendo Augusto Amorim e Carlos alvim algumas hipoteses matematicas.

Com 8 pilotos inscritos, a qualificativa decorreu na calha "amarela" e desde aí foi possível ver a instabilidade dos modelos a ditar alguns despistes. Nada que apoquentasse Rui Mota, que conquistou a "pole" com apenas duas voltas à pista, tal era a superioridade do seu Seat Leon.

A primeira manga foi ocupada pelos seguintes pilotos, pela respectiva ordem de qualificação: Carlos Alvim, José Pedro Vieira, Filipe Gomes e Pedro Correia.

(em cima) Uma perspectiva diferente dos pilotos da 1ª manga, sendo esta um claro duelo BMW-Volvo (em baixo)

A primeira manga foi dominada de fio a pavio pelo Carlos Alvim, registando uma série de tempos e voltas impressionantes, fruto de uma condução segura do seu BMW. Incapaz de alcançar o líder, José Pedro Vieira mantinha uma vantagem confortável para os Volvos, pilotados por Pedro Correia e Filipe Gomes. Apesar de terem tido pouca oportunidade de treinar as suas máquinas nesta pista, a prestação destes dois pilotos foi a mais interessante de acompanhar, já que estiveram sempre muito próximos. No final da prova, este duelo foi favorável ao Filipe Gomes por apenas 5 metros. Carlos Alvim vencia a manga com 9 voltas de vantagem e José Pedro Vieira termina calmamente com 8 voltas de vantagem para o "Team Volvo".

Cientes da boa prestação do Carlos Alvim, os pilotos da 2ª manga tinham consciência de que seria necessário impor um ritmo forte, muitas vezes incompatível com a estabilidade dos modelos. No entanto, Rui Mota e Paulo Mendes teriam de discutir o campeonato, o que animava ainda mais esta manga. Correram pela respectiva ordem de qualificação: Rui Mota, Paulo Mendes, Hugo Figueiredo e Augusto Amorim.
(em cima) Os pilotos da 2ª manga. (em baixo) Os dois Seat presentes na prova conseguiram qualificar-se para a 2ª manga, sendo acompanhados por um BMW e um Volvo.

A segunda manga iniciou-se com um duelo entre os Seat. Paulo Mendes ainda conseguiu acompanhar os líderes durante algum tempo, mas a instabilidade do seu rápido BMW acabou por ditar uma série de despistes e teria de defender a 3ª posição do mais lento Volvo do Hugo Figueiredo. Sensivelmente a meio da prova, um acidente desprendeu o patilhão do BMW do Paulo Mendes, que mesmo assim prosseguiu em prova, mas se o comportamento do carro já era complicado até então, pior ficou. Este desaire foi aproveitado pelo Hugo para assumir a 3ª posição, já que os Seat seguiam numa luta à parte, com vantagem para o Rui Mota. A última calha confirmou as posições e a vitória do Rui Mota por 4 voltas de vantagem, que lhe concedia assim o título de campeão. Nota de destaque para o Carlos Alvim que superou as prestações do Hugo Figueiredo e do Paulo Mendes, subindo assim ao pódio da prova e do campeonato. Apesar do desaire na prova e de ter menos uma participação, Paulo Mendes consegue o 2º lugar do campeonato.

O pódio da prova foi o seguinte:
(em cima) Os pilotos no pódio. (em baixo) Os carros no pódio no parque fechado, demonstrando a superioridade dos Seat Leon.

O pódio do campeonato foi então ocupado pelo Rui Mota (1º), Paulo Mendes (2º) e Carlos Alvim (3º). Os resultados do campeonato podem ser consultados no link habitual.
Rui Mota com o campeonato no mesmo local do seu Seat Leon... no bolso!


O Campeonato BTCC chega então à sua conclusão, dando lugar ao Campeonato F1 2009. A primeira prova é já dia 21 de Novembro, por isso boas preparações e boas gatilhadas!

16 comentários:

Mota disse...

Tenho pena de não se ter podido contar com a participação do Emídio, o que era até então, líder do campeonato.
Viu-se por razões de força maior, impossibilitado de fazer a defesa da sua posição no campeonato.
Também o Paulo Mendes se viu impossibilitado de me dar luta condizente, após uma série de incidentes que chegaram mesmo à perda do patilhão. Uma pena, pois tudo me foi facilitado.

Obrigado no entanto a todos pelas muitas lutas proporcionadas ao longo deste complicado campeonato.

Miguel Queiros disse...

Boas.

Parabéns Mota pelo campeonato. Foi muito bem disputado.

Parabéns também aos participantes por terem possibilitado mais um campeonato muito animado.

E rápidas melhoras ao Emídio.

Grande abraço,

J.C.Nogueira disse...

Viva.
Parabéns aos vencedores e organizadores.
Cumprimentos de
J.C.Nogueira

Emídio Peixoto disse...

Parabéns caro amigo Mota!
Foi merecido, pois conseguiste uma brilhante vitória na pista do Clube Slot de Braga.
Um abraço slotista,
Emídio Peixoto.

Mota disse...

Muito obrigado caísimo Emídio.

Rápidas melhoras pá...

Um abraço

Hugo Figueiredo disse...

Parabéns ao Mota e ao seu Seat Leon que quase pesava tanto como um Plafit! (exagero...)

Renovo igualmente os votos de melhoras ao Emídio, que alem de conceder o título pela ausência, perdeu o 3º lugar no pódio... e já agora, eu até poderia ter dado uma ajuda, caso conseguisse bater o Kikas, o Emídio era 3º. Mas acabar na calha preta nao foi fácil, o andamento era lentíssimo e marcar as necessárias 27 voltas era missão impossível para o meu Volvo. Pelo menos tentei presentear os espectadores com um digno "drift show" - perguntem ao Filipe Gomes :)

Augusto Amorim disse...

Caro Mota. Constato que nestas lides slotistas fica bem chamar os amigos por "caro"...rsrs

Relativamente à prova e ao campeonato penso que podemos fazer alusão a religião, nomeadamente a Cristã: "Deus escreve certo por linhas tortas". Passo a esplicar.
Na 3.ª Prova o Mota na qualidade de Verificador achou por bem não esqualificar os 3 primeiros classificados que, por sinal, não cumpriam na integra o regulamento da prova. A principal razão foi: ele próprio seria o principal beneficiado. NO entanto, Deus, num acto de justiça, gripou o Emídio e atraiçou o Mendes na sua tarefa de "desfaralhar" o seu BMW...rsrsrs. Tendo em atenção que o Augusto era uma carta fora do baralho....Ele fêz justiça, comprovando aquela passagem da Bíblia......rsrsr.

Conclusão: Podemos concluir que Deus existe....

PARABÉNS MOTA!

Abraço
Augusto

Augusto Amorim disse...

Escrevi explicar com "s" mas queria faze-lo com "x"...rsrsrs

Emídio Peixoto disse...

O Augusto tem razão ... parece que é o prémio pelo look à "jesus christ superstar" adoptado pelo nosso amigo Rui Mota... :))))
mas sinceramente preferia que o Mota me tivesse desqualificado do que gramar com uma gripe A e ainda estar de quarentena... a qual acabou por estragar mais dois campeonatos - GT Open e Formula 1.
um abraço,
Emídio.

Augusto Amorim disse...

Emídio!
É mesmo gripe A!? pensei que era tanga do pessoal. As rápidas melhoras.

Bem vista a analogia entre o aspecto do Mota e de Jesus...

Mais uma vêz, as rápidas melhoras.

Abraço
Augusto

Mota disse...

Hilariante, CARÍSSIMOs, simplesmente hilariante as intervenções tanto do Augusto como do Emídio.

Reconheço grande inspiração nas vossas intervenções, mas sinceramente, hó Emídio, também preferia ter-te batido na pista do que vêr-te batido por um mísero bichinho que nem sequer sabe pilotar modelos de Slot.

Um grande abraço e espero sinceramente que a tua recuperação não leve assim tanto tempo.

Um abraço aos dois, e as rápidas melhoras do Emídio.

Hugo Figueiredo disse...

Bem, agora percebo porque nunca sou campeão... isto de ser ateu tem os seus prejuízos.


Já agora, um pequeno esclarecimento, Mota - a gripe A é um vírus, e os vírus não são propriamente considerados "bichinhos". Na verdade, os vírus são precisamente a linha de fronteita entre o domínio mineral e os seres vivos. No caso de uma bactéria, a história é diferente, ela sobrevive por meios próprios...


(e prontos, são os meus 2 cêntimos de Biologia para a conversa...)

Mota disse...

Ao invés de lhe chamar bactéria, que ainda parece "inofensivo" e nem é carne nem é peixe, preferi chamar-le "bichinho" que num sentido lato ainda é o que mais se apróximará de uma mística e conteúdo "maléfica", mas está bem Sr. Hugo, bem chamado à atenção....

Um abraço

Augusto Amorim disse...

Óh Hugo!
O ser ateu também se pode considerar uma religião, até por que trata-se de uma opção....rsrs

Abraço

Hugo Figueiredo disse...

Ser ateu não parece trazer as vantagens de algum apoio divino no slot que as religiões podem acarretar, Augusto :)

Emídio Peixoto disse...

Sexta-feira lá estarei para o GT OPEN, mas sem qualquer treino, apenas com trabalho de casa... só peço que me concedam dez minutos para treinar na calha verde e nada mais...

Já agora, a relação será 12-dourada ou verde...

Um abraço slotista,
Emídio Peixoto.